1 de julho

De Malucopédia
Ir para navegação Ir para pesquisar

1 de julho é o centésimo-octagésimo-segundo (182°) dia do ano e o dia internacional do cooperativismo, um feriado socialista de caráter comunista e cor vermelha e etc. e tal.

<< Juliocésar di 2011 >>
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31


Eventos históricos

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: 1 de julho.
  • 1914 - Um extraterrestre que queria evitar o aumento da população da Terra, Archibald Low, traz a televisão para o planeta.
  • 1946 - O presidente dos Estados Unidos, país que não gosta de mulher com pouca roupa, manda a CIA usar bombas atômicas para acabar com o biquíni. Os milicos entendem errado, e destroem o atol de Bikini.
  • 1960 - Independência da Somália, que não adianta nada, porque aquilo lá continua a maior merda.
  • 2003 - A República Popular da China começa a encher a garganta com água que passarinho não bebe aumentando em cem metros a quantidade de mijo no Rio Amarelo.

Feriados

Ash, o matador de dríades
  • Dia Internacional do Cooperativismo: uma homenagem às pequenas cooperativas socialistas onde todos lucram igualmente e onde não há exploradores nem explorados (pelo menos teoricamente).
  • Dia da Força Aérea Portuguesa: uma homenagem à grandiosa força dos aviadores lusos que protegem o sagrado bacalhau de ser saqueado das suas mesas por contrabandistas aéreos.
  • Dia da Região Autónoma da Madeira: homenagem a um arquipélago portuga localizado muito d'além-mar no Oceano Atlântico, povoado por muita madeira de lei que custa os olhos da cara e que é tão difícil de ser alcançado que a mata continua virgem (diferente das matas brasileiras que já foram arrombadas há muito tempo).
  • Dia do Arquiteto: uma homenagem ao sujeito que desenha prédios do futuro que futuramente irão cair devido à sua construção vagabunda.
  • Dia das Dríades, os espíritos das árvores que assombram as pessoas durante a noite na foresta encantada de Uma Noite Alucinante.

Nascimentos

Falecimentos