Islamismo

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana
Ir para: navegação, pesquisa
Woot.gif
NOT SAFE FOR WORK
Cuidado! Este artigo ou categoria pode dar problemas se visualizado no trabalho ou na escola
Ele contém foto de uma mulher semi-nua com véu.

O Islamismo (ou Islãmbe o meu pau) é uma religião extremamente expansionista que está presente em quase todo o mundo, e consegue ser uma religião mais fresca que o Cristianismo (ainda odeiam os cristãos) e o Judaísmo (também os odeiam).

Surgimento do Islamismo

Antes

Antes a maioria do povo árabe acreditavam em mais de 8000 um só deus, comemoravam um monte de cerimônias lá no santuário Caaba, localizado em Meca, aonde tinha uma panelinha organizada, em bandos, pegavam os dinheiros dos pobres coitados que jogavam o dinheiro por lá.

Início da "revolução"

No século VII, um homem chamado Maomé estava praticando a religião sozinho em um deserto que tinha um oásis por perto, aos 40 anos, aquele forever alone conheceu profundamente tanto a miséria em que viviam os beduínos quanto a opolência da panelinha de Meca, o desocupado do Maomé começou a divulgar a religião, o Islã! Cujo nome significa "submissão a Alá". Segundo a tradição, diz que ele teve uma "visão" do tal Anjo Gabriel que falou que era para pregar o monoteísmo. Foi lá em Meca e gritou para todo aquele povo ignorante que todo o santuário Caaba era tudo mentira! A panelinha foi perseguir Maomé.

A fuga do revolucionário

Maomé com muito medo fugiu logo para a antiga Yatreb (atual Medina), assim Maomé divulgou para os beduínos a religião Islã, esses bestas começaram a ser a base do poder do Islã, assim serviram para guerrear contra os cristãos inimigos, pilhar caravanas qe atravessavam a Península Arábica e pá, THU PÁ POW PÚ POW!

MISSION COMPLETED!!1!11!

Depois de violentos conflitos, Maomé voltou a Meca e continuou a divulgar a sua... Religião, assim, o santuário Caaba foi conservado e foi servindo para adorar o único Deus, Alá.

Idiotices islâmicas

O Jihad

É o ato do povo muçulmano fazer guerra ao favor de Alá, isso é, forçar o povo a pregar a esta porra de uma religião expansionista de merda cujo povo muçulmano não se contenta em ver que existe um bilhão de muçulmanos neste mundo todo.

O Corão

Um caderno de cuja marca Cardeal sagrado escrito pelos seguidores do Maomé, os seguidores tudo falando "WTF?" e escrevendo cada "islamices" que Maomé fazia, com 114 surras suras (capítulos) compostas de um número invariável de versículos.

Os alvos

Na Idade Média, o alvo principal dos muçulmanos era a Europa, olharam de olhos arregalados para o sudoeste e invadiram apenas... a Península Ibérica, ha! Agora o alvo principal deles é o Ocidente, principalmente os Estados Unidos.

A falha

O que o Islã NÃO permite.

A falha da religião Islã é dela ser extremamente expansionista, na Idade Média, o alvo principal foi o Ocidente - bem, lugar ocidental era único, que era SOMENTE a parte da Europa, eles queriam sujar os nomes dos europeus, mas os europeus tinham que agradecer pelos seus primos franceses, que foi eles que barraram na chegada.

Mas agora eles querem forçar o Ocidente (bem, sempre foi o principal propósito deste a sua criação) se converter a essa putaria. Eles dizem com muito orgulho que foram responsáveis por inúmeras guerras na Idade Média e dos ataques do 11 de Setembro.

O que você poder fazer para ser um muçulmano

  • Orar mais de 8000 vezes por dia com a cara virada pra Meca
  • Odiar os judeus
  • Odiar ainda mais os cristãos
  • Visitar Meca pelo menos uma vez na vida, então o que fazem do povo que vive morando por lá?!
  • Jejuar no mês do Ramadã (isso é bom para os gordos muçulmanos)
  • Dar esmola (se você é brasileiro (óbvio), vale a pena dar esmola no centro de São Paulo ou de sua cidade)
  • Entre outras islamices

Ver também