Internet

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana


Woot.gif
NOT SAFE FOR WORK
Cuidado! Este artigo ou categoria pode dar problemas se visualizado no trabalho ou na escola
Ele contém uma menina e uma mulher mostrando suas bucetas e... twincest.

A Internet (International Network, traduzindo: Rede Internacional) é uma complexa rede internacional onde os computadores ficam conectados a cada segundo, existe de tudo mesmo nessa bagaça do caralho. A Internet conseguiu alcançar a sua popularidade depois de 1995. A humanidade fica eternamente grata ao indivíduo que inventou essa rede, se não fosse por ele... teria outra merda semelhante! A Internet facilitou muito a nossa vida nos meios de comunicação e diversão, os sites pornôs chegaram para nos satisfazer enquanto nós não temos namoradas, quando nós não fazemos sexo com a namorada ou quando nós não podemos transar.

Sem falar que há 1 bilhão de internautas neste planeta: 93,7% acessa no planeta Terra, 2% acessa em outros planetas, 1% acessa na estação espacial, 2% acessa dentro do mar e o restante acessa no Acre. A Internet oferece também muitos serviços como os de entregas, estes servem para aqueles que não querem gastar as vozes, então é só entrar na página do site e clicar no botão que efetua o pedido e pronto! É só esperar o cara vir entregar o seu lanche e você vai lá buscar o dinheiro dentro de casa e pagar à ele. Então... tudo numa boa!

Origens[editar]

Acredita-se que a Internet surgiu na década de 60, quando os militares desciclopes estavam em guerra com uma das 24 repúblicas da Boiolinávia, que eles queriam saber como os boiolinávios estavam planejando os ataques, sendo que eles estavam planejando uma suruba bem cheia, todo mundo tendo o pau enfiado no cu. Então os militares desciclopes criaram um dispositivo que se infiltrava na base dos boiolinávios e este enviava imagens a uma rede do computador central desciclope. Como eles viram coisas que não estavam pensando, guardaram os vídeos no computador e aproveitaram da rede.

Nomenclatura[editar]

Você pergunte para o seu amiguinho se ele sabe da nomenclatura da Internet, 93,7% de chance que ele não vai te responder pois o povo só usa a Internet para ler tirinhas de memes, bater punheta e acessar Facebook. Pois a Malucopédia pode falar para você sobre ela. A palavra Internet vêm de uma língua que não é muito falada na Bichênia, uma das 24 repúblicas da Boiolinávia, quando algumas bichas chamaram essa tecnologia de "Internê", que significa "entra nele", e seria uma gíria para "lá dentro do brioco". Quando a tecnologia foi parar nas mãos dos americanos, mudaram a palavra para Internet só para estilizar, e que também por coincidência significa International Network.

Popularidade[editar]

Em 1979 três estudantes nerds criaram um site esquisito chamado de Usenet (que mais tarde deu origem ao fórum), nesse site o trio abriu uma página de discussão de qualquer tipo de assunto dentro do diretório chamado "craps". Então nesse momento, Cristóvão Mota foi visitar a seção de imagens da Usenet e considerou algumas importantes para terem discussões, ele deu o seu pitaco numa página dedicada à "importante imagem". O trio viu a mensagem e um deles postou uma mensagem na página dedicada à imagem, do nada o Cristóvão Mota põe o fim na discussão e deixa o site para criar outro site, que seria o 4chan. 16 anos depois do nascimento da primitiva Usenet, no Brasil, a operadora Oi Telemar fez um pronunciamento na frente do povo das ruas de São Paulo sobre o surgimento de uma ideia que inovará os meios de comunicação e mudará a vida de todos os cidadãos pra sempre, uma onda de pessoas se inscreve para ver o que realmente seria: uma merda, um novo modelo de celular ou uma merda?

Otakus dominam a Internets[editar]

É aquele ser que desconhece o real significado da palavra otaku e enche a boca para se dizer "otaku". As características de um otaku de internet podem ser definidas como as seguintes:

  • Um(a) otaku de internet tem dezenas de mangás e animes em seu computador (ou no computador do papai).
  • Um(a) otaku de internet tem uma fanart de anime na área de trabalho de seu computador (ou no computador do papai, que sempre troca o papel de parede quando vê a porcaria).
  • Um(a) otaku de internet não tem medo de pagar mico fazendo cosplay em convenções de anime.
  • Um(a) otaku de internet pode até saber o real significado da palavra otaku, mas ainda assim se diz otaku pra não pagar de inteligente.
  • Um(a) otaku de internet não tem amigos na vida real que não sejam outros otakus de internet.
  • Um(a) otaku de internet na intimidade de seu quarto costuma brincar com a bola tailandesa importada da própria Tailândia com o cartão de crédito do papai, e por isso todo otaku de internet tem hemorroidas.
Desciclopédia.png
A Desciclopédia tem um artigo cheio de predefinições idiotas e citações de merda sobre Internet.

Como ela funciona[editar]

Simples, muito simples, mais simples quanto os artigos da Simple English Wikipedia. Existe um lugar que tem um tamanho da cidade de Aracaju nos Estados Unidos, nesse lugar é cheio de máquinas gigantes e fios grossos e finos que são difíceis de quebrar, só Deus mete o pau nessas porras. O lugar tem toneladas de máquinas porque a Internet é gigante e tem mais de 50 terabytes, e esse lugar da Internet não é único, lugar desse tipo existe em cada país do globo. Desse temido lugar, claro, as máquinas que havia citado aqui são os servidores, eles são os responsáveis por tudo que há na Internet, computadores se ligam a eles assinando os serviços das temidas operadoras, que elas tem chaves para conectar a eles, e para isso elas oferecem modens (que todos eles tem sinal). Os servidores, se um deles falhar, um terço dos arquivos falham na rede... ou fica normal, isso porquê a cada santo momento os servidores trocam dados para todo canto justamente para se manter. Ou seja, a Internet não é besta, quebrar um de seus servidores, ainda estará funcionando, a Internet só irá falhar se você quebrar todos eles, que na verdade existem trilhões deles e estão em qualquer canto, seja embaixo da Terra, na superfície ou no espaço.

Tipos de site[editar]

Blog[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Blog .

O blog é uma coisa idiota, que só tem textos.

Vídeos[editar]

Os sites de vídeos como YouTube foram feitos para guardar apenas vídeos mesmo, mas o povo aproveita disso e coloca episódios de séries favoritas. Não só para esses vídeos como também colocam os pr0n, e pr0n de qualquer tipo! De conteúdo e punheta inocente até absurdos! Absurdos como canibalismo, assassinatos, torturas, exposição de cadáveres (vulgo Autópsia ou Necrópsia), tráficos de drogas (sim, pode gravar malandros contrabandeando drogas) e outras merdas da cabeça do ser humano doente. Além do YouTube, há outros sites de vídeos, Dailymotion, Metacafe e outros.

Imagens[editar]

Os sites de imagens, todos eles tem o mesmo significado que é guardar imagens! Existem muitos deles, tem o imageshack.us/, flickr.com, Photobucket, etc. A maioria não aceita conteúdo adulto porque os donos dos sites são uns viados! E pelo que eu vejo, único site que hospeda quaisquer imagens sem limitações é uma wiki, e ela se chama de Wikinet.

Fórum[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Fórum .

O fórum é lugar de discussão que envolve os desocupados. Eles são populares há decadas na Internet, ninguém tem o que reclamar desse tipo de site. São populares há decadas, explica o porque de você só encontrar aqueles nerds babacas que se acham os fuderosos poderosos só porque acessam a Internet há milhares de anos. Provável ancestral do fórum é a Usenet.

Wiki[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Wiki .

Essas porras se popularizaram após o surgimento da Wikipédia. Wiki é nada mais que uma "engine" que serve para modelar um site de enciclopédia online e livre, como essa engine é de código aberto, qualquer fracassado pode usar.

Deep Web[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Deep Web .

Como toda uma cidade tem bairros bons e bairros ruins, a Internet tem um lado nem tão bom (surface) e o submundo, que é a Deep Web. A Deep Web é um lugar separado da Internet nem tão normal e é sem lei, e de sem lei, bagunça sem limites. Os sites de lá não são indexados pelo Google, ou seja, você não poderá procurar e acessar sites da Deep Web na Internet "normal", que se diz surface. Lá é fonte de canibalismo, pedofilia, drogas, assassinatos de aluguel e outras coisas terríveis. Além de ter coisas realmente ruins, também tem coisas realmente boas, como apostilas java com todo o texto de conhecimento, vídeos que não acham na surface, etc.

Mentiras da Internet[editar]

A internet é um lugar confiável onde você só vai encontrar informações verdadeiras e confirmadas, certo? ERRADO! Desde os primórdios da humanidade que várias mentiras foram perpetuadas pela rede mundial de computadores, e logo abaixo você conhecerá algumas, se é que já não ouviu falar.

Dragon Ball AF[editar]

Nos primórdios da internet, numa era obscura pré-Google e pré-Orkut, quando a internet era um território exclusivo de webmasters, um boato sobre um quarto anime de Dragon Ball se espalhou feito polpa de fruta caída da árvore. Tudo começou quando um chinês criou um site no Geocities com imagens editadas no Corel Photo-Paint de um Goku nos níveis sier saiyajin 5, 6, 7 e 8. Todas as revistas especializadas (leia-se revistas noobs de anime e mangá feitas por amadores que nem são jornalistas) noticiaram o ocorrido, causando um grande alvoroço na comunidade nerd. Não há nenhum episódio disponível na internet, nenhum DVD da série e o próprio Akira Toriyama desmentiu o boato, mas ainda assim há pessoas que acreditam nessa puta mentira.

Street Fighter Kids[editar]

Outro chinês criou um site no Geocities com imagens montadas do jogo Street Fighter II com personagens em versão super-deformada (aqueles bonequinhos cabeçudos que se vê muito em anime) e causou um grande alvoroço na comunidade gamer, terminando com a revelação de ser mais uma farsa. Esses chineses não têm mesmo o que fazer.

CALA BOCA GALVÃO[editar]

A campanha CALA BOCA GALVÃO foi um movimento internacional iniciado no twitter para salvar uma espécie rara de papagaio que teve o apoio de mídias como o jornal The New York Times... tá, foi um viral feito por um desocupado para mandar o narrador da Rede Globo parar de falar durante os jogos de futebol da Copa de 2010, mas ainda assim foi uma grande mentira da internet.

Os motivos para você acessar a Internet[editar]

É porque...

  • Tem pr0n
  • Pode fazer bagaça
  • Vale a pena ter amizade com pessoas da Internet
  • Pode fazer bagaça
  • Cometer nerdices
  • Pode fazer bagaça
  • Criar personalidades falsas
  • Trollagens
  • Pode fazer bagaça
  • Acessar vídeos
  • Pode fazer bagaça
  • Baixar conteúdos pirateados na Internet
  • Pode fazer bagaça
  • ... E porque tem TUDO!

Ah![editar]

pr0n é tudo!

Ver também[editar]