Emerson Eduardo Rodrigues

De Malucopédia
Ir para navegação Ir para pesquisar

Emerson Eduardo Rodrigues (Curitiba, 5 de março de 1978), conhecido como Pedola, é um doidão que não fala coisa com coisa em seus vídeos perturbados no YouTube. Teórico da conspiração com mania de perseguição, Emerson imagina que o mundo está contra ele para assassinar a reputação de merda que ele não tem (de ex-presidiário preso na Operação Intolerância da Polícia Federal e de comparsa do réu Marcelo Valle Silveira Mello). Extremista de direita ultraconservador, Emerson odeia petistas, feministas e minorias. Recebeu na cadeia o apelido de Pedola por compartilhar imagens de pornografia infantil na internet. Emerson também é mitômano e finge ser engenheiro nas redes sociais, apesar de ser um simples técnico de informática. Emerson brigou com Marcelo depois de sair da cadeia porque Marcelo tem curso superior (em Ciência da Computação) e Emerson não tem e por isso Marcelo teve algumas regalias e privilégios na cadeia. Segundo o jornal O Globo, Emerson também é suspeito de participação em assassinatos na região de Curitiba por motivação racista.

Biografia[editar]

Emerson apropriou-se do pseudônimo "Silvio Koerich" e criou dois sites falsos, hospedados no exterior: silviokoerich.com e silviokoerich.org. "Silvio Stodieck Koerich" foi o pseudônimo de um blogueiro catarinense, dono de um blog anti-feminista e pró-virilidade masculina, que falava sobre relacionamentos com as mulheres, sobre como ser um macho alfa e ensinava pegar geral todas as mulheres em festas, bares, boates e no carnaval. O Silvio Koerich verdadeiro postava no blog silviokoerich.blogspot.com. Os dois sites falsos não eram blogs gratuitos como o original (.blogspot.com), mas sim sites pagos (apenas .com e .org) e Emerson e Marcelo são dois machos beta, além de adeptos do MGTOW, o que chamou a atenção das pessoas, principalmente da polícia. O Silvio Koerich original encerrou o blog dele ao perceber que os dois sites falsos chamavam mais atenção do que o blog original, com um comportamento machista, misógino, transfóbico e homofóbico.

Segundo a Polícia Federal o nome "Sílvio Koerich" foi apropriado indevidamente por Emerson em represália a uma terceira pessoa que rejeitou as declarações preconceituosas, homofóbicas e intolerantes postadas em um fórum de debates feminista. Emerson e o comparsa Marcelo Valle Silveira Mello foram presos e condenados por apologia de crimes graves em 2012, para a alegria de todo mundo que eles odeiam.