Brusque

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana
Woot.gif
NOT SAFE FOR WORK
Cuidado! Este artigo ou categoria pode dar problemas se visualizado no trabalho ou na escola
Ele contém uma imagem .GIF de um cu piscando.
60px-Uiquiilogo botante.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Brusque.

A cidade de Brusque foi uma das poucas cidades catarinenses que não foram colonizadas pela Queimarroscóvia do Norte, uma das 24 repúblicas da Boiolinávia.

Brusqueta falando pelo canuto

Na verdade Brusque foi colonizada pelos habitantes da Couvefloronia, outra república da Boiolinávia cujos habitantes são conhecidos pela particularidade de falar pelo canuto (canuto = gíria catarinense para reto anal).

Os couvefloronios se fixaram em Brusque em 1869 após expulsar (leia-se matar) os nativos índios da tribo Xerekeng, pois eles não queriam nada que tivesse a ver com xereca.

Os então habitantes de Brusque passaram a se chamar brusquetas, ou intimamente falando entre si, bucetas.

Brusque era um fim de mundo que nenhuma forma de vida inteligente ousaria visitar até o ano de 1969, quando um grupo de poloneses que procuravam o Rio de Janeiro pegaram um caminho errado no mapa e acabaram chegando lá por puro acaso.

Os poloneses se fixaram lá e abriram um bordel, e agora todo turista europeu dá uma passadinha em Brusque para se divertir com as polacas, que hoje nada mais é que código para prostitutas, que aliás é a profissão de 50% das brusquetas.

Ver também[editar]